quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Livro para quem gosta de conhecer os vinhos do mundo

Acabei de ler um livro muito interessante - chama-se A experiência do gosto, e foi publicado recentemente pela Companhia das Letras. Como sempre, em se tratando dessa editora, a edição é bem cuidada e a capa é bonita e chamativa.

O autor é Jorge Lucki - para quem não conhece, eu faço as apresentações. Lucki é, talvez, o mais conhecido e respeitado crítico brasileiro de vinhos. Ele é colunista de vinhos do jornal Valor Econômico e da revista Prazeres da Mesa - e é um cara que às vezes é convidado para visitar e conhecer algumas das mais importantes vinícolas do mundo, em Bordeaux, na Borgonha, na Toscana, na Espanha ...

Bote aí o nome dele no Google e você vai achar um monte de sites onde ele escreve ou é mencionado.

Enfim, o cara é bom. Além de conhecer profundamente os vinhos, a história de cada vinícola, os principais personagens do universo do vinho - ele ainda tem o dom de escrever muito bem. Seu texto é leve e divertido, gostoso de ler, e longe daquela arrogância e daquele arzinho de superioridade que às vezes a gente encontra em livros sobre esse assunto.

O livro é, na verdade uma coletânea de 64 crônicas que ele escreveu, ao longo de alguns anos, para a imprensa. Nessas crônicas, você vai encontrar coisas como :
  • uma detalhada explicação de como ler e entender os rótulos dos vinhos alemães
  • como é feito o famoso vinho Madeira, e porque ele ficou meio esquecido pelos consumidores
  • como harmonizar bons vinhos com comida brasileira típica - moqueca, feijoada, acarajé ...
  • vantagens de conhecer os vinhos in loco, ou seja, nas vinícolas onde eles são produzidos
  • situação e qualidade dos vinhos brasileiros, comparados com seus hermanitos chilenos e argentinos
  • e por aí afora ...
Claro que é um livro para quem realmente se interessa pelo assunto. Se o seu interesse por vinhos for semelhante ao meu por, digamos, futebol americano - bom, então, deixa pra lá.

Mas se você, além de beber vinho, gosta de saber a história por trás dos grandes produtores, detalhes de como eles são produzidos, porque vinhos produzidos tão próximos podem ser muito diferentes - ou seja, se você for como eu, então vai se divertir com esta leitura como eu me diverti.

2 comentários:

Mario Trano disse...

Meu amigo,
Ele é um dos autores também do guia Descorchados, não é?

Nivaldo Sanches disse...

Isso mesmo, Mario !

O guia Descorchados é publicado, se não me engano, no Chile, e o Jorge Lucki participa da edição. Acho que ele faz a lista dos vinhos brasileiros, mas não estou muito certo.

Abraços !