quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Aniversário de casamento merece um grande vinho, não ?



Merece, merece, sim ...

Inda mais quando se trata de um aniversário como este que Tereza e eu fizemos ontem - completamos 21 anos de muita união, amor, companheirismo, solidariedade, cumplicidade ... Quem diria que já lá vão 21 anos !

Quando estivemos em Mendoza pela última vez, em março deste ano (com aquela divertidíssima turma : Guillermina, Adalberto, Adriana, Sebastian, Cláudia, Chico), uma das melhores visitas que fizemos foi à Viña Cobos. Fomos recebidos de maneira muito gentil e profissional - e bebemos vinhos realmente excelentes ...

Trouxemos de lá duas garrafinhas do maravilhoso Cobos Malbec 2007, um vinho que pode chegar fácil, fácil aos 600 reais nas lojas de Sampa. Lá, nos custou doloridos 240 reais.

Pois decidimos que, para comemorar nosso aniversário de casamento, nada melhor do que abrir uma garrafa de Cobos (a segunda, já que a primeira desperdiçamos em uma apressadíssima e frustrada combinação com bacalhau que deu completamente errado).

Quando visitamos a Viña Cobos, perguntamos que tipo de harmonização eles recomendavam para o seu vinho Cobos, o top de linha. A resposta foi singela - nenhuma. A sugestão era que o Cobos fosse tomado sozinho, sem nenhum acompanhamento, como um vinho de meditação, para que toda sua riqueza pudesse ser convenientemente apreciada ... É mole ?!?

Pois nós decidimos, ontem, seguir a recomendação deles. Bem, quase isso. Já que teríamos que comer alguma coisa, decidimos apenas comprar uns queijinhos, uns frios e uns pãezinhos especiais - e dedicar nossa atenção toda para o vinho.

Meus amigos, foi ótimo ! O Cobos Malbec 2007 é um vinho que levou 99 pontos do famoso Robert Parker, o tal americano que é hoje a maior autoridade mundial em vinhos. Eu não costumo levar muito a sério essas pontuações - mas tenho que admitir que, neste caso, o velho RP está coberto de razão.

É um malbec de aroma muito intenso, que começa com uma explosão de fruta e depois vai revelando maiores complexidades : tabaco, café, defumado. Na boca, o danado é elegante, macio, estruturado - delicioso. São 15 graus de álcool, mas garanto - a gente não sente nem no nariz nem na boca.

Enfim, bebemos, comemoramos, meditamos (como sugeriu o pessoal da vinícola ...) - e desconfio que estamos prontinhos para, pelo menos, mais 21 anos !

18 comentários:

Walther disse...

Nivaldo e Teresa,

Parabéns pelo aniversário de casamento! Vocês merecem grandes vinhos!

Gustavo Belli disse...

Parabéns ao casal, muitos anos mais, muitos vinhos mais!!!!

Gerson Bosco disse...

Parabéns a vocês. 21 anos? É uma vida. E a Tereza parece não carregar o que esse tempo indica. Será que é por causa das propriedades antioxidantes dos vinhos?

Nivaldo Sanches disse...

Valeu, Walther, obrigado ! Mas os grandes vinhos ficam ainda melhores quando compartilhados com os grandes amigos como vocês !

Abraços

Nivaldo Sanches disse...

Valeu, Gustavo, muito obrigado !

"Apareça" por aqui mais vezes !

Nivaldo Sanches disse...

Valeu, Gerson, obrigado !

Vou ignorar o fato de que você parece achar que só a Tereza não carrega esse peso ... risos ...

Eu, curvado pelo peso dos anos, espero sua visita a Sampa, com seus vinhos etíopes a tiracolo !

Grande abraço, beijos na Vânia e na Aisha (acertei o nome ?)

Felipe disse...

Deu até água na boca ao ler este post do Cobos!

Parabéns pelos 21 anos de casamento! Que continuem sendo felizes e sempre em busca do famoso BIP!!
Um abraço ao casal!!!

Nivaldo Sanches disse...

Valeu, Felipe,obrigado,cara !!

Seguiremos na BIP, sem dúvida !

Quanto ao Cobos, acho que eu sei quem tem uma garrafa fechada, se você pressionar um pouquinho, pode ser que ele abra pra você ... Vou dar só as iniciais do nome dele : Sebastian Menendez ...

Abraços

MondoVinho disse...

Parabéns, meu amigo! Em dobro: pelo aniversário e pelo grande vinho.
Tanti auguri! Grande abraço!

Felipe disse...

Nivaldo, valeu pela dica!!
Acho que já estou desconfiando quem seja... hehehe... talvez valha a pena tentar! Afinal, o "não" eu já tenho...

Abraço!

Nivaldo Sanches disse...

Grande Mario, grazie tanti !

Jose Luiz e Sandra disse...

Parabéns Tereza! Sem duvida voces formam um casal extremamente simpatico e gostoso de se conviver!

Ah sim, parabens tambem, Nivaldo! hehehe
É que as damas sempre tem a primazia.

Um grande abraço aos dois.

Anônimo disse...

Nivaldo e Tereza, parabéns atrasado. Que vocês realmente comemorem os próximos 21 com vinhos cada vez melhores. Um abraço,
Adalberto e Gui

Neide disse...

Caro Nivaldo,

A sua indicação do Cobos Malbec 2007 foi excelente.
Assisti a um filme, acho que Side Ways, em que dizia não ser o vinho e, sim, a ocasião que dava a "especialidade". No seu caso, as duas condições estavam presentes! Que bom!
Parabéns pela união de vocês que inspira o Amor, o Carinho, Cumplicidade e, principalmente, a Fidelidade, coisas tão raras em tempos pós-modernos!
Grande abraço,

Neide

Nivaldo Sanches disse...

Obrigado pelo comentário, Neide !

Sim, eu tenho dito por aqui no blog que o que faz o vinho realmente especial é a companhia, o evento, a satisfação ao redor da mesa ...
Meu amigo Mario Trano, do excelente blog MondoVino, criou uma frase ótima : "o que vale não é o que está dentro da taça, mas o o que está ao redor dela".

Beijos, apareça por aqui mais vezes !

Nivaldo Sanches disse...

Seu Zé Luiz, muito obrigado pela parte que me toca !

Beijos pra Sandra !

Nivaldo Sanches disse...

Valeu, Adalberto & Gui, muito obrigado - e vamos continuar bebendo essas maravilhas especialmente na companhia dos bons amigos como vocês !

Abraços

CLUBE DA BENGALA disse...

Nivaldo , nunca tinha lido o seu blog dos vinhos. Amei , vou ficar lendo sempre. Abraços para todos
Iolanda