segunda-feira, 22 de maio de 2017

A histórica uva syrah

Aqui, um três-por-quatro de nossa amiguinha
Histórica ? Por que histórica ?

Bem, a uva syrah é uma das mais antigas variedades de uvas conhecidas no mundo. Sua origem se perde nos meandros mitológicos : ela teria sido trazida da Pérsia ou do Oriente Médio pelos Cruzados, ou teria vindo das ilhas do mar Egeu, pelas mãos dos gregos, ou, ainda, teria sido trazida do Egito para a ilha italiana da Sicília.

O que se sabe de fato sobre a origem da syrah é que ela surgiu no sul da França, no vale do rio Rhône (ou Ródano, em português), provavelmente por volta do século XII.

No Rhône, a syrah produz vinhos densos e escuros, potentes e plenos de sabor e de aromas. No olfato, sua marca inconfundível é o aroma que lembra pimenta-do-reino e especiarias.

Na região ao norte do vale do Rhône, são produzidos os vinhos de syrah mais celebrados pelos apreciadores : os ótimos e caros Hermitage e Côte Rôtie.

Já nos anos 80 do século XX, a syrah se espalhou pelo planeta. Hoje, ela é a sexta uva mais produzida no mundo – e a gente pode encontrar belos vinhos feitos com syrah na Austrália e na África do Sul, no Chile e na Argentina, nos Estados Unidos - e mesmo em outros países da Europa, como Portugal e Itália.

No chamado “Novo Mundo” (categoria que abarca as Américas, a África e a Oceania), ela é normalmente chamada de shiraz – mas não se iluda : é a mesma uva mitológica que nos encanta há 800 anos.

Os vinhos australianos e sul-americano de syrah (shiraz) também apresentam especiarias no olfato, mas adicionam frutas maduras como ameixas ou amoras.

Em geral, são vinhos de sabores marcantes, com boa acidez, e com taninos macios -  claro que isso sempre depende do produtor, do enólogo ou do terroir específico de cada região.

Pessoalmente, eu creio que os vinhos de syrah harmonizam bem com pratos de sabores também marcantes e bem temperados : assados com molhos espessos, cordeiro, queijos amarelos fortes e assim por diante.

Você vai encontrar belos exemplares de syrah do Chile e da Argentina aí no supermercado ao lado da sua casa, garanto. Pode ser que encontre também alguns italianos e portugueses, a preços convidativos. Experimente – acho que você vai gostar !

Alguns exemplos aleatórios de bons syrah, bebidos por mim mesmo, com preços ao redor de 100 a 120 reais :

  • Argentinos : Escorihuela Familia Gascón Syrah, DV Catena Syrah Syrah, Septima Varietal Syrah.

  • Chilenos : Matetic Corralillo Syrah, Montes Alpha Syrah, Aquitania Reserva Syrah.

  • Australiano : Heartland Shiraz,


6 comentários:

JEFERSON LUIZ FARIA SOARES disse...

E como esta uva se adaptou bem aqui na América do Sul, especialmente no CHILE, onde são produzidos ótimos vinhos e inclusive alguns mais baratos, mas também excelentes !!! Esta é uma das minhas uvas preferidas !!!]

Nivaldo Sanches disse...

Sim, Jeferson, essa é outra característica da syrah - ela é bastante tolerantes a pragas e doenças que costumam atacar as videiras, e se adapta com certa facilidade ao microclima de uma região. Por isso, costuma se dar bem em terras alheias ...
No Chile, ela se deu muito bem nas regiões próximas da costa do Pacífico, mas também nas regiões de climas mais frios, próximas da cordilheira.

E claro - eu mencionei apenas alguns rótulos aleatoriamente. Há muitos e muitos outros, mais caros e mais baratos do que esses. Compartilhe com a gente as suas próprias experiências, Jeferson !! Diga aí o que anda bebendo de bom, em matéria de syrah chileno !!

Abraços

Walther Nogueira disse...

Muito legal este post Nivaldo. Não sei se a Cláu já comunicou, mas para o próximo sábado vocês estão convidados para um jantar, no qual os vinhos com essa uva irão harmonizar muito bem.

Nivaldo Sanches disse...

Olá, Walther !! Obrigado pelos comentários - bom receber elogio de um cara que conhece vinhos pra caramba, como você !!

Sim, acho que a Cláudia e a Tereza já combinaram tudo. Que horas devemos chegar ??

Abraços

Janete Campos disse...

Adoro vinhos dessa uva! Você poderia fazer uma postagem sobre os vinhos Pinot Noir? Meu médico me recomendou, dizendo ser os mais ricos em reverastrol. Gostaria de ler seus comentários e....também...indicações Janete Martins de campos

Nivaldo Sanches disse...

Olá, Professora Janete !!!

Gostei da sugestão, deixa comigo ! Vou providenciar um post sobre a pinot noir - inclusive porque, aqui entre nós, ela é de longe a minha favorita !

Beijos